Júlio "Bissinho" quer ampliar domínio na classe Brasil - CRF 230cc do Rally dos Sertões

Pelo quarto ano seguido, o Rally dos Sertões contará com a categoria especial Brasil - CRF 230cc. A classe especialmente destinada a pilotos que competem com a motocicleta Honda CRF 230F, modelo nacional que popularizou o esporte off-road em todo o país, é considerada a porta de entrada para o evento. O paulista Júlio “Bissinho” Zavatti, da Honda Racing, venceu todas as disputas e está de olho no tetracampeonato pela categoria. A largada do 26º Rally dos Sertões está marcada para este sábado (18), em Goiânia (GO).

Após 3.601 quilômetros de desafios, incluindo 2.059 de especiais (trechos cronometrados), a prova termina no próximo dia 25 em Fortaleza (CE). O roteiro também inclui passagem pelos Estados da Bahia e do Piauí. Bissinho quer ampliar o domínio na classe Brasil - CRF 230cc e, de quebra, conquistar lugar de destaque na classificação geral das motocicletas. No ano passado, ele cravou o quarto lugar das motos a bordo da versátil Honda CRF 230F - depois de ficar em sexto nas disputas de 2016 e em nono em 2015. 

“Pelos resultados, é possível notar a minha evolução no Rally dos Sertões. É um grande feito para mim e para a Honda CRF 230F brigar de igual para igual com as motos importadas e de maior cilindrada. A felicidade é grande em competir e alcançar mais resultados importantes”, declarou Bissinho.

“A motocicleta é mais leve e muito prazerosa de pilotar em qualquer tipo de terreno, qualquer tipo de prova. Eu me sinto muito bem com ela e por representar a equipe Honda Racing no Rally dos Sertões, pretendo acelerar a CRF 230F por muito tempo ainda”, acrescentou. Bissinho também destacou as qualidades do modelo nacional assinado pela Honda nos trechos mais travados.

“Nos trechos mais difíceis do rali, a moto se sai muito bem porque é leve e tem um torque de motor bem mais fácil de dominar do que o de um equipamento de alta cilindrada. A CRF 230F encara qualquer desafio, principalmente os pontos mais técnicos do percurso, onde não basta apenas acelerar. Desta forma, é possível ganhar tempo e conseguir subir posições na classificação geral”, ensinou. 

Além da divisão exclusiva para o modelo nacional da Honda, Bissinho compete no Sertões pela categoria Rally Brasil, que reúne os pilotos com motocicletas fabricadas no país. A prova também vale como as etapas finais do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country 2018, no qual o piloto da Honda Racing está invicto e lidera com folga as disputas da Rally Brasil. 

A equipe Honda Racing de Rally conta com o patrocínio da Honda, Michelin, Mobil, D.I.D correntes, Edgers, BRC, Race Tech e Alex Design.

Roteiro do Rally dos Sertões 2018:

1ª Etapa - Domingo (19/08) Goiânia (GO) - Formosa (GO)
Deslocamento Inicial - 245 km
Trecho Especial (Cronometrado) - 315 km
Deslocamento Final - 126 km Total do dia: 686 km

2ª Etapa - Segunda-feira (20/08) Formosa (GO) - Posse (GO)
Deslocamento Inicial - 29 km
Trecho Especial (Cronometrado) - 307 km
Deslocamento Final - 47 km
Total do dia: 383 km

3ª Etapa - Terça-feira (21/08)
Posse (GO) - Luís Eduardo Magalhães (BA)
Deslocamento Inicial - 24 km
Trecho Especial (Cronometrado) - 255 km
Deslocamento Final - 71 km
Total do dia: 350 km

4ª Etapa - Quarta-feira (22/08)
Luís Eduardo Magalhães (BA) - Barra (BA) - ETAPA MARATONA
Deslocamento Inicial - 123km
Trecho Especial (Cronometrado) - 355 km
Deslocamento Final – 0 km Total do dia: 478 km

5ª Etapa - Quinta-feira (23/08)
Barra (BA) - São Raimundo Nonato (PI)
Deslocamento Inicial - 0 km
Trecho Especial (Cronometrado) - 401 km
Deslocamento Final - 45km
Total do dia: 446 km

6ª Etapa - Sexta-feira (24/08)
São Raimundo Nonato (PI) - Juazeiro do Norte (CE)
Deslocamento Inicial - 39 km
Trecho Especial (Cronometrado) - 226 km
Deslocamento Final - 337 km
Total do dia: 602 km

7ª Etapa - Sábado (25/08)
Juazeiro do Norte (CE) - Fortaleza (CE)
Deslocamento Inicial - 168 km
Trecho Especial (Cronometrado) - 200 km
Deslocamento Final - 288 km
Total do dia: 656 km

TOTAL DA PROVA: 3.601 km
TOTAL DE ESPECIAIS: 2.059 km

colaboração e foto: Mundo press/Gustavo Epifanio