A empresa gaúcha de Pneus Rinaldi lançou esta semana uma novidade para os apaixonados por MotoCross. O novo modelo da marca, o Race Star RS 47 é, robusto e com ótima aderência, perfeito para terrenos que exigem o máximo de tração.

Um modelo robusto, com ótima aderência em diferentes tipos de terrenos. Assim é o mais recente lançamento da Rinaldi – o Race Star RS 47, desenvolvido especialmente para o motocross. Ele chega ao mercado para reforçar ainda mais a consagrada linha da marca para a prática do motociclismo off road.

De acordo com o gerente de tecnologia e qualidade, Silvio Grecco, o Race Star RS 47 tem sua estrutura composta de polímeros e reforços que garantem maior resistência, diminuindo assim o desgaste e a queda de blocos. “Seu projeto acompanhou a evolução das principais fabricantes de motos do mundo”, explica.

As categorias principais da modalidade, MX1 e MX2, foram as primeiras a serem contempladas com as medidas 80/100-21 e 110/90-19. Porém, a linha já está em expansão e em breve abrangerá todos os tamanhos de pneus empregados na disputa do Campeonato Brasileiro de Motocross.

Um dos diferenciais deste lançamento, conforme explica Grecco, é que ele ainda pode ser utilizado em provas de Rally e Enduro. “Havia a necessidade de um pneu para os trechos de deslocamento, feitos em rodovias e estradas pavimentadas. O dianteiro foi certificado para atender a demanda”.

Resumindo, o novíssimo Race Star RS 47 oferece máxima performance, tem longa duração e preço acessível. Entre em contato com o Departamento Comercial da Rinaldi para ter esse sucesso de vendas em sua loja. Pode ser através do telefone 54 3455-7500 ou ainda pelo celular/WhatsApp 54 9 8129 5038.

Colaboração e foto: Rinaldi

O 12º Enduro das Neves é o desafio de Emerson “Bombadinho” Loth para este fim de semana, dias 23 e 24 de junho, em Braço do Norte (SC). A disputa será válida pelo Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade, no qual o piloto do Team Rinaldi ocupa o quarto lugar na classificação da categoria Master.

“Não pude participar da última rodada do nacional devido a greve dos caminhoneiros, aí caí da primeira posição para a quarta. Se considerarmos os descartes previstos no regulamento, ainda estou na ponta. Mas não quero contar com isso, quero ir pra cima e somar pontos importantes”, explica o atual campeão.

Muito frio, terreno liso e médias altas de velocidade são características do evento. No sábado, os competidores largam às 8h, em frente a Igreja Matriz, para um percurso de aproximadamente 180 quilômetros. Já no domingo, saem às 8h do Posto São Marcos, para mais 135 km por trilhas da região.

Bomba intensificou os treinos e investiu na preparação da moto para encarar as provas com sucesso. “O Enduro das Neves exige bastante técnica, é uma das etapas mais difíceis do ano. Escolhi os pneus Rinaldi RW 33 e SH 31 para me ajudar a ter um melhor desempenho, me sinto confiante”, afirma.

Classificação do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade – Master (sem descarte):

1) Tunico Maciel – 333 pontos
2) Jomar Grecco – 331 pontos
3) Pedro Lage – 256 pontos
4) Emerson Loth – 252 pontos (Team Rinaldi)
5) Guilherme Cascaes – 219 pontos

Colaboração e foto: ID – Assessoria de Comunicação Estratégica/Angelo Savastano

Esquentem os motores que neste domingo, 24 de junho o bicho vai pegar na segunda etapa do Campeonato Mineiro de Hard Enduro na cidade de Uberlândia. São esperados os melhores pilotos do estado e do Brasil.

O Hell’s Jungle promete muita adrenalina para os participantes e conta com a presença confirmada de pilotos como os irmãos da equipe 3R Rigor Rico e Ripi Galileu entre outras feras do cenário nacional. 

A prova terá largada às 10 h no Restaurante Trilha Leite (Estrada do Pau Furado – Zona Rural Uberlândia-MG www.trilhaleite.com.br) onde estará montada toda a estrutura da organização. O roteiro terá 8 km de trilhas nesta fazenda, onde os pilotos cumprirão 3 voltas totalizando 24 km de terreno composto por pedras soltas, subidas íngremes e cavas fundas, tudo dentro de uma mata de calor e umidade intensa.

Na largada, os pilotos passarão pelo prólogo, pista cheia de obstáculos compostos por troncos, pneus posicionados em diferentes formatos. A previsão é que o piloto mais rápido cumpra esse percurso em menos de 3 horas e o prazo limite para o término da prova é de 6 horas.

A prova é composta pelas categorias Gold, Trial, Silver, Nacional, Bronze e Iron e a largada obedece esta sequência. O trajeto é diferenciado para estas categorias, sendo que as categorias Gold e Trial percorrem o trecho mais difícil e a categoria Iron o mais fácil, já que é uma categoria destinada a iniciantes. Alguns trechos são identificados como zona NO HELP, ou seja, o piloto só pode receber ajuda de outro participante.

A organização do evento coordenará diretamente uma equipe de aproximadamente 20 pessoas distribuídas entre Fiscais para Postos de Controle, Técnicos em apuração, Suporte Médico, Pilotos abre e fecha trilhas, Diretores de prova, de Imprensa e de Apuração.

Este evento é de grande importância, pois demonstra a força que nossa região tem dentro deste esporte e a escolha do nosso município para recebê-lo é o reconhecimento de que esporte aqui é destaque entre a população, seja como participante ou apreciador destas aventuras.

Dados do evento:
Hell’s Jungle - 22/06/2018

Curso de Hard Enduro
Rigor Rigo e Ripi Galileu (Campeões Brasileiros de Hard Enduro)
Aula teórica
Local: Tribo Motos (Av. Anselmo Alves dos Santos, 3900)
23/06/2018

Curso de Hard Enduro
Rigor Rigo e Ripi Galileu (Campeões Brasileiros de Hard Enduro
Aula Prática
Local: Restaurante Trilha Leite (Estrada do Pau Furado – Zona Rural – Uberlândia –
www.trilhaleite.com.br)
24/06/2018

Secretaria de Prova: 8:00h Local Restaurante Trilha Leite
Estrada do Pau Furado – Zona Rural – Uberlândia – www.trilhaleite.com.br
Largada: 10:00 hs
Local: Restaurante Trilha Leite

Inscrições:: www.chronusae.com.br
Todas as categorias(Exceto Iron): R$150,00
Categoria Iron: R$90,00 (Já inclusa a taxa da FMEMG)
Filiação na FMEMG
1ª Filiação R$ 130,00
Piloto já filiado R$ 230,00
Filiação Regional R$ 20,00.

Os pilotos podem participar de qualquer categoria pagando a taxa de filiação regional, recebem o
troféu (cada categoria é premiada até o terceiro colocado) e medalha de Finisher (para aqueles que
concluíram dentro do prazo limite), porém não pontuam no Campeonato Mineiro de Hard Enduro.

Organização:
Walter – 34 9.9977-9016
Moicano - 34 9.9976-4367
Arnaldo – 34 9.8834-3599

Por Leo "Corrosivo" direto da redação com apoio da FMEMG.

No ultimo final de semana, dias 16 e 17 de junho, aconteceu o Night Track, terceira etapa do Campeonato Brasileiro Rinaldi de Hard Enduro. A competição aconteceu pela terceira vez consecutiva na cidade de Morungaba-SP, cidade considerada como um dos paraísos para a pratica do Hard Enduro no Brasil.

O evento foi dividido em dois dias de competição, sábado e domingo.

No sábado o desafio foi noturno e os pilotos percorreram um circuito  de 1,5 km com obstáculos naturais e artificiais, com o objetivo de se classificar entre os 5 primeiros colocados para participar de uma incrível disputa de Super Enduro.

Durante o sábado o público e os pilotos foram a loucura com a atuação dos pilotos que deram um verdadeiro show de habilidade e superação. Já no domingo os participantes enfrentaram um circuito com 50 quilômetros do mais puro Hard Enduro, desafiando até os pilotos mais experientes.

A evolução dos pilotos brasileiro , de todas as categorias, está sendo muito rápida.  No Night Track de 2017 grande parte dos pilotos não completaram a prova, mas em 2018 apenas 10% não finalizaram o trajeto, mesmo com trilhas mais difíceis para todas as categorias.

Hoje no circuito brasileiro podemos encontrar diversos talentos em todas as escalas da modalidade, deixando claro a evolução do esporte em nosso território. O Night Track é uma prova que sempre prezou pela inovação, se tornando a primeira competição noturna do brasil, criando a categoria Iron e lançando a categoria Feminina na ultima edição.

A Categoria Feminina percorreu o mesmo percurso da Iron e as todas as participantes se saíram muito bem.  A vencedora da categoria Feminina foi a piloto profissional Barbara  Neves, seguida por Karla Marques, Luciana Timm, Rosa Freitag e Diankarla Damasceno.

Na categoria Iron, que também encarou trilhas com excelente nível técnico, o piloto local Gleidson da Silva obteve o melhor resultado, seguido por Rodrigo Lima, Douglas Braz e Leonardo Brandão. Os pilotos da Categoria Bronze e Nacional foram desafiados pela organização ao percorrerem trilhar que pertenceram a categoria Gold no ano passado.

Na Bronze, o piloto Benedito  Coser e sua CRF 230 fizeram o melhor tempo da categoria, seguido por Marcelo Bom Bom,  Mauricio Penino e Pedro Lima. Já na categoria Nacional, o piloro Ederson de Souza levou a melhor, seguido pelo experiente João Bosco Paiva, Mauricio de Toledo, Túlio Andrade e José Eduardo Barbosa.

A principal disputa da prova aconteceu na categoria Silver, onde os pilotos Gustavo Furlaneto, Thiago Veloso e Renan Tonon disputaram a liderança do primeiro dia até os últimos metros de prova.  Mas o cuiabano Gustavo Furlaneto levou a melhor, seguido de Renan Tonon, Thiago Veloso, Fabrício Romani  e Thadeu Adorno.

O melhor tempo da prova foi do piloto Igor Azevedo, da categoria Trial, que obteve uma ótima performance com a sua Jotagas 300cc.  As pilotas Alessandra Cavalcante também surpreendeu todos ao completar a prova na segunda colocação da categoria trial, seguida por Lillian Chagas.

O  piloto destaque do Campeonato,Rigor Rico, conseguiu vencer a categoria Gold, mesmo com uma grave lesão no tornozelo. Seu irmão, Ripi Galileu, estava liderando a prova, mas acabou se perdendo em um instante de desatenção, deixando a segunda colocação para o piloto Tiago Lume, que vem em uma constante evolução.  O piloto local, Tirso Franco, ficou com a terceira colocação seguido por Bruno de Barros e Rogério Zortea.

Sem dúvidas  o Campeonato Brasileiro Rinaldi de Hard Enduro vem evoluindo a cada etapa e o próximo desafio de alto nível será o Hard In Help, quarta etapa do campeonato, que será realizado na cidade de Socorro-SP nos dias 25-26 de Agosto.

Colaboração e foto: Agencia Calango

Domingo, dia 24 de junho de 2018, Rafael Paschoalin e sua MT-09 deverão acelerar os corações do Brasileiros. É quando o piloto Yamaha Racing disputará novamente uma das corridas de motocicleta mais emblemáticas e perigosas do mundo.

A subida do Pikes Peak, em Colorado Springs, nos Estados Unidos, é uma lendária competição tão diferente quanto especial, a começar pelo fato de ser centenária, chegando este ano a sua 102ª edição.

O que a torna tão peculiar e famosa, é o fato de ser uma disputa para eleger o piloto mais rápido – entre diversas categorias de motocicletas e carros – a subir uma sinuosa estrada com 20 km de percurso e nada menos que 156 curvas dos mais variados raios. A largada acontece a cerca de 2300 m de altitude e a chegada a mais de 4300 m, fazendo com que o ar rarefeito coloque ainda mais a prova as máquinas e seus pilotos.

Para disputá-la é preciso, além de muita perícia e preparo físico, uma grande dose de coragem, já que a maior parte das curvas são à beira de precipícios e não contam com qualquer tipo de proteção ou contensão.

Para superar novamente todos esses desafios, Rafael Paschoalin aposta na sua experiência em outras competições igualmente desafiadoras em que também foi o primeiro brasileiro a participar, como o Tourist Trophy na Ilha de Man e a North West 200, disputada na Irlanda no Norte.

Já no Pikes Peak, esta é a terceira vez que o piloto da Yamaha disputa essa prova. No ano passado, a bordo de uma Yamaha MT-07, Paschoalin conseguiu um histórico segundo lugar na categoria middleweight, até então, disputada por motos com capacidade cúbica entre 501 e 750cc. Contudo, para tornar o desafio deste ano ainda maior, a organização da competição alterou o regulamento, subindo a capacidade da categoria para motos de até 1000cc.

Por conta disso, a vantagem que Paschoalin tinha em termos de desenvolvimento de sua MT-07 foi perdido, voltando à estaca zero todo o trabalho necessário para tornar sua moto, a já poderosa Yamaha MT-09, em uma máquina competitiva.

E por falar em MT-09, a fera com que Paschoalin correrá este ano tem a seu favor o motor de três cilindros de 847cc, que originalmente desenvolve o abundante torque de 8,92 Kgf.m. Na prática, esta característica a torna extremamente rápida nas acelerações e retomadas.

As principais alterações sofridas na Yamaha MT-09 que disputará o Pikes Peak em 2018, foram a redução do tanque de combustível – para diminuição do centro de gravidade –, o rebaixamento da suspensão dianteira, a utilização de um sistema de escapamento esportivo, o remapeamento da injeção eletrônica e a eliminação de peso, abolindo itens desnecessários em uma moto de corrida.

Segundo Rafael Paschoalin, “A MT-09 tem as mesmas qualidades da MT-07, porém no superlativo. Ela é uma motocicleta cujas respostas são extremamente rápidas, surpreende na agilidade e na rapidez com que é capaz de realizar as mudanças de direção entre uma curva e outra. Com ela, tenho a meu favor um torque monstruoso que garante acelerações e retomadas bem rápidas, tudo que uma motocicleta precisa para vencer em Pikes Peak. Mesmo com muito pouco tempo para desenvolvê-la e com alguns problemas que tive em uma peça aftermarket que utilizei para ganhar mais potência – que me colocaram em desvantagem na ordem de largada –, acredito que eu e minha MT-09 temos grandes chances de surpreender”.

A prova do Pikes Peak será disputada no próximo domingo (24/06), nos Estados Unidos. Acompanhe todas as informações sobre a participação do piloto Yamaha Rafael Paschoalin, com fotos e vídeos pelo Facebook, na Fan Page oficial da Yamaha www.facebook.com/yamahamotorbrasil e através do Instagram, em yamahabrasil.

colaboração e foto: Yamaha do Brasil/Felipe Moreira

Jomar Grecco e Fábio Coelho Amaral disputam neste final de semana mais uma etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro, em Santa Catarina, de olho no título da temporada.
 
Depois de vencer as quatro etapas da última prova e entrar de vez na briga pelo título, o capixaba Jomar Grecco enfrenta neste final de semana as trilhas da região de Braço do Norte, em Santa Catarina, no tradicional Enduro das Neves, que está em sua 12ª edição.

Bicampeão Brasileiro, Jomar tem duas provas para tentar garantir o tricampeonato da competição, já que, além da prova deste final de semana, restará apenas a etapa final, que acontece no final de julho no Espirito Santo. Jomar ocupa a segunda colocação na tabela, apenas a quatro pontos do líder, o mineiro Tunico Maciel.

“O Campeonato está embolado, principalmente levando-se em conta os descartes previstos no regulamento. Então prefiro não fazer muita conta, quero lutar por uma boa colocação aqui em santa Catarina, pra poder chegar na última etapa, no Espírito Santo, em condições de garantir mais um título”, relatou o tetracampeão do Independência e do Ibitipoca.

Situação mais fácil tem seu companheiro de equipe, o mineiro Fábio Coelho. Líder do campeonato desde a primeira etapa, já pode sair de Santa Catarina com o título, mas para isso depende de uma combinação de resultados. Com os descartes, o vencedor da Categoria Brasil no Enduro da Independência 2017 conquistou 100% dos pontos possíveis até aqui.

“Não quero pensar em título agora, vamos uma etapa por vez. Quero continuar fazendo o meu melhor e por isso vou lutar para conquistar mais uma vitória na temporada para a minha equipe. Faltam só duas provas e estamos muito perto de conquistar nossos objetivos”, disse o mineiro.

O Enduro das Neves terá trilhas escorregadias, em terreno liso, e a previsão é de baixas temperaturas e até chuva no final de semana. No sábado serão 180 quilômetros e mais de sete horas de prova. Já no domingo os pilotos enfrentam 135 quilômetros em quase seis horas de prova. A prova também é válida pelos Campeonatos Catarinense e Sul Brasileiro de Enduro.

Colaboração e foto: O2BH Yamaha/Janjão Santiago

O domingo, dia 17, foi de vitórias para a KTM Sacramento no sul do país. Os pilotos que representam a equipe se destacaram em duas das principais competições estaduais de enduro: os campeonatos Gaúcho e Paranaense.

A cidade de Erechin foi sede da terceira etapa da temporada no Rio Grande do Sul, que reuniu mais de 130 pilotos. Gustavo Pellin foi o mais rápido entre todos, vencendo na Geral e na categoria E2. "Foi uma prova muito técnica, uma das mais pesadas do Campeonato Gaúcho Borilli Racing de Enduro até agora. Teve bastante trilha lisa, subidas com muita raiz pra passar, um nível técnico maior, que eu gosto bastante", disse o piloto que compete com uma KTM 350 EXC-F.

Cada volta da competição contou com quatro trechos cronometrados. "Tinha um Cross Teste em uma pista pequena, uma especial bem longa de uns oito minutos e outras duas especiais mais travadas de cinco minutos cada uma, mais ou menos. Consegui andar bem, não arrisquei tanto, abri uma diferença boa e depois só mantive até o final da prova. Foi muito bom para o campeonato, deu tudo certo", explicou Pellin.

Willian Palandi liderou a E1. "Foi um verdadeiro enduro FIM. Especiais com pedras e raízes, bem típicas da região. O tempo colaborou, com Sol, o que fez com que um número grande de pilotos participasse. Para mim foi muito bom pois somei pontos importantes para o campeonato, venci na categoria E1 e fiz um quinto lugar na geral. Acredito que esses pontos podem ser decisivos, mas estamos na terceira etapa, tem muita coisa pra acontecer ainda", avaliou Palandi que acelera uma KTM 250 EXC-F.

Na E40, Cassiano Tebaldi determinou o ritmo e garantiu o topo do pódio. "Além do frio a prova foi técnica, com muitas subidas com pedras e trechos com muitas canaletas, exigindo concentração. Fui feliz em cometer poucos erros e conseguir um bom resultado", destacou o veterano.

Além destas três vitórias, a equipe KTM Sacramento ainda contou com Maurício Rizzon na quarta colocação da E2. A quarta etapa do Campeonato Gaúcho Borrili Racing de Enduro está prevista para o dia 8 de julho, em Vanini.

Pelo Campeonato Paranaense de Enduro FIM, o destaque foi Loandro Anton que dominou a terceira etapa da competição, em São João do Triunfo, na região Sudeste do estado. Com a vitória na categoria principal E1, Loandro manteve a invencibilidade na temporada do estadual com sua KTM 250 EXC-F.

A corrida teve como base a Fazenda São Judas Tadeu, onde cinco Cross Testes e um Enduro Teste desafiaram os competidores. "Foi uma prova bem técnica e pesada, com muito barro, pois choveu a semana toda. Caí três vezes, mas nada grave. Foram quatro voltas de 20 quilômetros, divididos em seis especias", comentou o campeão.

A quarta etapa, que abre a segunda metade da temporada, está programada para o dia 29 de julho, na cidade de Apucarana.

Resultados da equipe KTM Sacramento na terceira etapa do Campeonato Gaúcho Borilli Racing de Enduro:

E2
1. Diego Colett
4. Maurício Rizzon

E1
1. Willian Palandi

E40
1. Cassiano Tebaldi

Resultados da equipe KTM Sacramento na terceira etapa da Campeonato Paranaense de Enduro FIM:

E1
1. Loandro Anton

A equipe KTM Sacramento é patrocinada por KTM, Dafra, Borilli Racing, Motul, Alpinestars, Bell, 100% e Edgers.

Colaboração e foto: Publix/Renato Dalzochio

Valentino Rossi, da Movistar Yamaha MotoGP, conquistou o seu terceiro terceiro lugar consecutivo no Campeonato Mundial de MotoGP, disputado no dia 17/06 no autódromo de Barcelona, Espanha.

Rossi, que largou da sétima posição, teve um bom início de prova, e já na primeira curva ocupava a o quinto lugar. Na volta seguinte, ganhou mais uma posição e passou a fazer parte do pelotão da frente.

Com queda de Andre Dovizioso, na 9ª volta, o piloto da Yamaha ganhou mais uma posição, ficando contudo distante de seus adversários que seguiam a frente e seguindo assim, em uma corrida solitária até a bandeirada de chegada.

Viñales, que havia conquistado a quarta colocação nos treinos classificatórios na véspera da corrida, não fez uma boa largada e caiu para a 10ª posição.

Obstinado, Vinãles começou então um corrida de recuperação. Passou por Bradley Smith na 4ª volta e, depois de Dovizioso ter batido, o espanhol ultrapassou Iannone.

Após uma batalha com o também piloto da Yamaha, Johann Zarco, em que juntos passaram por Danilo Petrucci na volta 14, Viñales após algumas tentativas, conseguiu passar Zarco a três voltas do final, recendo assim a bandeira quadriculada na sexta posição.

O terceiro lugar de Rossi o mantém na segunda posição do campeonato, com 88 pontos, 11 à frente de seu companheiro de equipe Maverick Viñales, que permanece na terceira posição.

Com os Resultados na Catalunha, a Yamaha cai para o terceiro lugar no Campeonato de Construtores, com uma margem de 26 pontos para o primeiro, enquanto a Movistar Yamaha MotoGP permanece na primeira posição na classificação geral entre as equipes, com uma diferença de 10 pontos.

O MotoGP voltará hoje à pista de Montmeló para um teste de apenas um dia. Depois disso, eles voltarão à ação para a oitava etapa, que será realizada no TT Circuit Assen no dia 1 de julho.

Colaboração e foto: Yamaha do Brasil/Yamaha Racing

A Husqvarna apresentou nesta segunda feira (18/06) a sua linha 2019 de motocross em solo americano, precisamente em Orlando na Flórida.

E o canal Corrosivo Filmes entrou em contato com o importador brasileiro para saber mais a respeito da novidade.

A Husqvarna 2019 foi lançada esta semana. A moto está totalmente modificada e realmente é um degrau acima em relação aos modelos japoneses.
A Husqvarna irá atender o mercado americano, europeu e após teremos no Brasil.

A previsão de chegada será início de 2019, comentou Maurício Fernandes - Sócio Fundador do 2W &Fernandes Group - Grupo dono da POWER HUSKY Importadora oficial da marca Husqvarna Motorcycles no Brasil

Agora é aguardar está novidade chegar para vê-la nas pistas do Brasil.

Por Léo "Corrosivo" direto da redação com fotos da Husqvarna.

A pacata cidade de Morada Nova de Minas as margens do Lago de Três Maria já esta pronta para receber os melhores pilotos do Campeonato Mineiro de Rally neste fim de semana 22 e 23/06/2018. 

Motos, UTVs e Carros prometem levantar a poeira pelo pelas estradas e trilhas da região. 

As inscrições podem se feitas pelo site: rallymineiro.com 

A etapa de Morada Nova de Minas tem patrocínio da UTV Off Road,Quadri Jet Racing, Cervejaria Gotter,  supervisão da FMEMG, FMA e organização do Rally Club

Por Leo "Corrosivo" direto da redação.