A cidade de Astorga foi palco de uma das mais difíceis provas do Campeonato Paranaense de Enduro FIM 2019. Os pilotos levantaram poeira na cidade, que está sem chuva há mais de 60 dias. A sexta etapa aconteceu neste domingo, dia 25 de agosto, junto a Copa Norte da modalidade.

Na categoria principal, a E1, nenhuma surpresa com a vitória do líder Romulo Bottrel. “O terreno me lembrou o da região que cresci andando lá em Minas Gerais, chão duro, seco, com pedras soltas, foi um dos mais complicados nessa temporada. Consegui andar bem e me diverti bastante”, afirma.

Já na E45, Pericles Dutra surpreendeu os adversários ao carimbar a vitória fazendo uma participação especial. “Fiquei surpreso e muito feliz, pois quase não pratico o Enduro FIM. A prova estava bem organizada, sinalizada e limpa”, afirma o campeão brasileiro de enduro de regularidade.

Cerca de 100 competidores encararam o desafio com base no CT da Sória. Ele foi composto por quatro especiais, sendo um cross teste e três enduro teste, cada volta com 16 quilômetros. O roteiro foi diverso, explorando trechos em mata, lavouras e plantações de eucaliptos.

Nas demais classes, subiram ao lugar mais alto do pódio: Alexandre Greco – E2, Alessandro Rodrigues – E35, Matheus Marques – E4, Adrian Braun – E5A e Natal Fernando Lopes – E5B.

Os pilotos terão agora um bom tempo para se prepararem para a próxima rodada do Campeonato Paranaense de Enduro FIM 2019. Ela está programada para acontecer apenas no dia 3 de novembro, em Guarapuava. Será a penúltima e promete render muita adrenalina.

Confira os resultados da etapa:

E1

1) Romulo Botrel
2) Dilson Jorge Jr
3) Ailton Moralli
4) Willielson Galvão
5) Paulo Geremias Jr

E2

1) Alexandre Greco
2) Anderson Sartori
3) Carlos Augusto Andreazzi
4) Marcio Algayer
5) Andre Lago

E35

1) Alessandro Rodrigues
2) Marcelo Barroso
3) Adriano Colli Dias
4) Junior Nicolau
5) Fernando Fortuna

E4

1) Matheus Marques
2) Vinicius Ramos
3) Willian Ramos
4) Rodrigo Cabral
5) Rodolfo Malassise

E45

1) Pericles Dutra
2) Romeu Eurich
3) Tarciso de Mello
4) Mario Venancio
5) Gilberto Abramoski

E5A

1) Adrian Braun
2) Alisson Pavan
3) Ricardo Michelin
4) Carlos Campiotto
5) Guilherme Major

E5B

1) Natal Fernando Lopes
2) João José Gabriel Jr
3) Carlos Augusto Piveta
4) Hugo Kazuhiko Nishigawa
5) Leonardo Baveloni

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Daniela Burgonovo.

Emerson “Bombadinho” Loth venceu as nona e décima etapas do Campeonato Paranaense de Enduro de Regularidade, somando pontos importantes na categoria principal, a Master. A disputa aconteceu neste domingo, dia 18 de agosto, durante o XVIII Enduro Cidade de Palmeira.

Um percurso foi especialmente montado para o desafio, marcado pelo sol forte e poeira. Ele contou com com aproximadamente 135 quilômetros de navegação, passando por estradas secundárias da região, com predominância de terreno arenoso, mata nativa, áreas de reflorestamento e lavouras.

Nada que o heptacampeão estadual não tirasse de letra. “Foi uma prova de pouca dificuldade, com média de velocidade tranquila. Busquei dar o meu melhor, fico feliz por levar a Pro Tork Racing Team ao pódio”, afirma o líder, que ampliou a vantagem de 13 para 23 pontos na tabela.

Os demais vencedores da rodada foram os atletas: Clecio Hiert na classe Senior, Claudio Telmar Hiert na Over 40, Evair Cardoso na Open 40, Marcos Cesar Szyminovicz na Over 50, Reinder Mattheus Barkema Neto na Junior, Ricardo de Geus na Novatos e Luciano Precybelovicz na Trail Turismo.

Ainda restam dois eventos para o fim da temporada 2019. A próxima etapa está programada para 6 de outubro, no município de Guarapuava. Já a grande final será realizada no dia 20 do mesmo mês, em Guaraniaçu. A disputa pelos títulos promete pegar fogo.

Confira os resultados:

Master

1) Emerson Loth
2) Jony Jachtchechen
3) Eduardo Hiert
4) Tiago Kudlavies
5) Andre Bobato

Senior

1) Clecio Hiert
2) Fabio Dal Negro
3) Pericles Dutra
4) Anderson Muller
5) Amauri Frank

Over 40

1) Claudio Telmar Hiert
2) Marcio Gaideski
3) Dagomar Slongo
4) Marcio Souza
5) Joir Borges

Open 40

1) Evair Cardoso
2) Marcos Werlang
3) Marcelo Paganelli
4) Roberto Farinhak
5) Marco Aurelio Siqueira

Over 50

1) Marcos Cesar Szyminovicz
2) Luiz Felipsen
3) Leonel Schoenberger
4) Artur José Fietz
5) Flavio Trombetta

Junior

1) Reinder Mattheus Barkema Neto
2) Willian Doná
3) Pedro Luiz Moraes
4) Vitor Neto
5) Willian de Pádua

Novato

1) Ricardo de Geus
2) Jonilson Borato
3) Lincoln Silva
4) Robson Costa
5) Edson Fagundes

Trail Turismo

1) Luciano Precybelovicz
2) Wallace Schuartz Venante

por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Daniela Burgonovo. 

A equipe Honda Racing está em contagem regressiva para o Sertões 2019. Uma das maiores provas off-road do mundo realiza a 27ª edição de 24 de agosto a 1º de setembro, com largada inédita em Campo Grande (MS) e chegada em Aquiraz (CE). O rali terá oito dias de desafios e roteiro de 4.887 quilômetros, sendo 2.858 de especiais (trechos cronometrados), com passagem por seis estados: Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Piauí e Ceará. Ao todos estão inscritos 187 veículos, divididos em 66 motos, 60 carros, 55 UTVs e seis quadriciclos.
 

Maior campeão da categoria motos no Sertões, Jean Azevedo, 45 anos e mais de 30 de carreira, tem sete títulos conquistados na competição (1995, 2000, 2002, 2004, 2005, 2015, 2017). Se faturar o oitavo, ele pode se tornar o maior vencedor da história da prova. “Os preparativos finais foram bem intensos. Este último mês foi de muito treinamento físico e com a moto. Tivemos um treino final com a equipe na Serra da Canastra, em Minas Gerais, muito importante para encarar o desafio deste ano que promete ser bem duro”, conta o paulista de São José dos Campos. “Vai ter muita navegação, etapas longas, o que exigirá muito dos equipamentos e pilotos. A nossa moto, a Honda CRF 450RX, está bem acertada. É o segundo ano dela na competição, está pronta para faturar mais um título”, completa. 
 

Para conquistar esse feito será necessário superar um forte adversário, o companheiro de equipe e atual campeão do Sertões nas motos, Tunico Maciel. Aos 25 anos, o mineiro de Lavras fez uma preparação de alto nível para buscar o bicampeonato. “Foi um dos treinamentos mais intensos de toda a minha carreira. Nos últimos meses, andei muito de moto, bicicleta, fiz academia e natação. O mais difícil está sendo controlar a ansiedade e esperar a prova começar. Estou apto para carregar o número um na moto. Sei que tem muitos candidatos ao título, mas eu estou preparado para ser mais uma vez campeão”, declara.
 

Quem também já ganhou uma edição do Sertões e quer subir novamente no lugar mais alto do pódio é Gregorio Caselani, campeão em 2016. “Quero vencer o prólogo - disputa que define a ordem de largada do primeiro dia -, largar na frente, abrir um pouquinho de vantagem até o final. Aí é só correr para o abraço”, almeja o gaúcho de 32 anos. “Treinei bastante e estou bem confiante. Sei que a parte da areia não é muito o meu forte, mas quando pegar estrada de pedras, vou acelerar mais que os carros”, brinca Caselani.
 

Tetracampeão do Sertões na categoria Rally Brasil, Bissinho Zavatti, 33 anos, tem o objetivo de disputar as competições com uma motocicleta Honda de fabricação nacional há cinco temporadas. De 2015 a 2018, a companheira foi a CRF 230F, sendo que, em 2017, conquistou a surpreendente quarta colocação na classificação geral das motos, diante de vários modelos importados. Neste ano, o paulista de Monte Alto vai acelerar a CRF 250F. “Será uma edição muito dura, com quilometragem bem alta, porém um estilo de prova que gosto muito. Irei buscar os melhores resultados a cada dia. Como faço todos os anos, intensifiquei os treinos nessa reta final, já que o Sertões sempre exige demais. Vai ser a estreia da CRF 250F na competição, uma moto que vem dia a dia me surpreendendo e deixando feliz com os resultados”, destaca Zavatti.
 

A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por ASW, Michelin, DID, Seguros Honda e Pro Honda. 
 
Confira a programação e o roteiro completo do Sertões 2019*:
 

21/8 - Quarta-feira - Campo Grande
10h - Abertura da área de box
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro
 

22/8 - Quinta-feira - Campo Grande (MS)
10h às 18h - Secretaria de prova e vistoria administrativa
13h às 18h - Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro
 

23/8 - Sexta-feira - Campo Grande (MS)
9h - Abertura da Vila Sertões ao público
10h às 14h - Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro
 

12h - Coletiva de imprensa
Local: Novotel - Av. Mato Grosso, 5.555 - Carandá Bosque

13h - Carreata oficial
16h às 17h - Briefing motos, quadriciclos e UTVs
19h às 20h - Briefing equipes de apoio
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro
 

24/8 - Sábado - Campo Grande (MS)
7h - Abertura da Arena Sertões - Local: Praça do Papa - Av. Alfredo Scaff, s/n
8h às 12h - Prólogo (tomada de tempo)
18h às 18h30 - Show de motocross freestyle com Fred Kyrillos, piloto Honda 
18h30 às 20h30 - Super Prime - oito mais rápidos em formato mata-mata
20h30às 21h - Cerimônia de abertura
21h às 22h30 - Show de encerramento
 

25/8 - Domingo
1ª etapa - Campo Grande (MS) a Costa Rica (MS)

Deslocamento inicial - 20 km
Especial (Cronometrado) - 437 km
Deslocamento final - 30 km
Total do dia - 487 km
 

A primeira especial, considerada bem completa, terá piso que os competidores conseguirão desenvolver velocidade média alta. A prova começará seguindo um trilho de trem, trecho bem estreito, que exigirá atenção para não escorregar. Será um dia com nível técnico razoável, piso mais arenoso, mas bom para acelerar.
 

26/8 - Segunda-feira
2ª etapa - Costa Rica (MS) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento inicial - 90 km
Especial (Cronometrado) - 533 km
Deslocamento final - 21 km
Total do dia - 644 km
 

No segundo dia, a caravana do Sertões entra no estado do Mato Grosso, com uma especial bastante longa, com trechos de serra, areia, cascalho, travessia de rios e retas, nas quais será possível alcançar uma velocidade de 180 km/h. Lombas de curva de nível caracterizarão bem os 200 primeiros quilômetros da etapa. Daí para frente o ritmo de prova mudará e terá zonas de radar nas áreas de pontes.
 

27/8 - Terça-feira
3ª etapa - Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)

Deslocamento inicial - 111 km
Especial (Cronometrado) - 403 km
Deslocamento final - 250 km
Total do dia - 764 km
 

A especial começará rápida e terá como marca principal as depressões de poças secas (DEPS), obstáculos durante a pilotagem. O trajeto, que tem como destino final o Estado de Goiás, incluirá algumas pontes, com vão central, que exigirão cuidados nas passagens e atenção na navegação. Grandes retas também estarão no caminho nesse terceiro dia de competição.
 

28/8 - Quarta-feira
4ª etapa - São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)

Deslocamento inicial - 69 km|
Especial (Cronometrado) - 275 km
Deslocamento final - 226 km
Total do dia - 570 km
 

O quarto dia entrará no Tocantins e será de preparação para a etapa Maratona, na qual os competidores não poderão ter ajuda da equipe na manutenção dos veículos. Será uma especial do início ao fim bem prazerosa, com cascalho, piçarras, gostosa de acelerar e bem técnica. O percurso incluirá estradas de fazendas, algumas mais estreitas, mas sem grandes dificuldades.
 

29/8 - Quinta-feira
5ª etapa - Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) - Maratona

Deslocamento inicial - 142 km
Especial (Cronometrado) - 330 km
Deslocamento final - 3 km
Total do dia - 475 km
 

A primeira parte da etapa Maratona será com um visual bem bonito do Jalapão, região marcante na história do Sertões. Porém, o desafio estará no piso de muita “quebradeira”, com erosões e pedras, mais abrasivo do que nos dias anteriores. Haverá passagens em rios, grandes retas com areia pesada e terra batida. A atenção deverá estar na mudança de cores no piso e também na hidratação.
 

30/8 - Sexta-feira
6ª etapa - São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona

Deslocamento inicial - 0 km
Especial (Cronometrado) - 535 km
Deslocamento final - 2 km
Total do dia - 537 km
 

O dia da última parte da etapa Maratona ficará marcado pela maior especial da história do Sertões, em 27 anos. Será o trecho mais importante da edição, com muita areia, grandes retas, poucas sombras, descidas de serras, bem árido, com todos os tipos de pisos. Destaque para a paisagem durante a passagem pelos cânions de Bom Jesus, no Piauí.
 

31/8 - Sábado
7ª etapa - Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)

Deslocamento inicial - 2 km
Especial (Cronometrado) - 325 km
Deslocamento final - 628 km
Total do dia - 955 km
 

Depois de seis dias muito intensos nas especiais, o Sertões 2019 começará a diminuir forte o ritmo nos trechos cronometrados. Porém, será a etapa mais longa da edição em quilometragem, com um deslocamento final de 617 km - um desafio extra para todos os pilotos, que terão que controlar o sono e o cansaço antes da chegada no penúltimo destino, em Crateús (CE).
 

1/9 - Domingo
8ª etapa - Crateús (CE) - Aquiraz (CE)

Deslocamento inicial - 428 km
Especial (Cronometrado) - 18 km
Deslocamento final - 6 km
Total do dia - 452 km
 

O dia iniciará com um deslocamento direto para a especial de 30 km nas dunas de Aquiraz (CE). Será um circuito de 10 km, com três voltas nas areias, uma dinâmica bem diferente das demais especiais. A largada será em linha e a chegada, no Beach Park, famoso parque aquático da região.
 

Total de especiais - 2.858 km
Total da prova - 4.887 km

 

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações após a conferência final do roteiro.

Por Leo Tavares com a colaboração da Mundo Press e foto de Doni Castilho.

Atleta da equipe KTM Sacramento faturou segunda corrida da classe MXF na temporada 2019

Após um intervalo de quase dois meses, o Brasileiro de Motocross 2019 retomou as atividades neste fim de semana, dias 17 e 18, em Faxinal (PR). A programação da quinta etapa do campeonato contou com a segunda corrida da categoria MXF, onde a tetracampeã nacional Maiara Basso foi o destaque. A gaúcha da equipe KTM Sacramento venceu a corrida com boa vantagem sobre as concorrentes.

"Larguei na frente e tive uma boa disputa com a segunda colocada. Foram várias trocas na liderança até que depois da metade da prova ultrapassei minha rival e comecei a abrir uma boa diferença na primeira posição", comentou Maiara que recebeu a bandeirada com 16 segundos de vantagem. "Estou bem feliz, somei pontos importantes. Para nós (da categoria MXF) essa foi a segunda etapa e teremos mais duas pela frente. Minha KTM 250 SX-F fez toda a diferença na prova, era uma pista bem rápida e a moto foi fantástica, tivemos um excelente desempenho", completou a líder do campeonato que segue com 100% de aproveitamento.

O time também foi representado na classe feminina pela jovem Ana Watfe que conquistou a sexta posição. Entre os garotos da MXJR, Rafael Becker, que faz sua temporada de estreia e aprendizado na categoria, somou os pontos do oitavo lugar.

Já para os veteranos Cristiano Lopes e Wellington Valadares, ambos da equipe KTM Sacramento IMS Racing, o fim de semana foi difícil. Cristiano teve uma forte indisposição, mas mesmo assim correu na categoria MX4 conquistando a sexta colocação. "Além de estar ainda em recuperação da lesão do pé, tive uma gripe forte, febre alta e muita fraqueza. Larguei no compromisso mesmo", explicou o paulista. Valadares, por outro lado, sofreu um forte impacto durante os treinos e, com dores nas costas, não competiu na classe MX5.

A sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2019 será realizada em Paulínia (SP), nos dias 7 e 8 de setembro.

Resultados da quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2019:

MXF
1. Maiara Basso - KTM Sacramento
2. Larissa Laira
3. Sarah Raquel
4. Tatiane Poltronieri
5. Camilla Vitoria Dionisio
6. Ana Watfe - KTM Sacramento

MXJR
1. Guilherme Bresolin
2. Gabriel Santos
3. Vitor Hugo Jarosczevski
4. Peterson Peres Filho
5. Franco Badel
8. Rafael Becker - KTM Sacramento

MX4
1. Marcos Cordeiro
2. Rodrigo Guedes
3. Walter Tardin
4. Luiz Fernando Orlan
5. Rodrigo Guerreiro
6. Cristiano Lopes - KTM Sacramento

MX5
1. Marco Muller
2. Claudiney Guasti
3. Fábio Aleixo
4. Léo Lopes
5. Júnior Feitosa

Por Leo Tavares coma colaboração da Publix e foto de Maurício Arruda.

Obstáculos montados, motos pela pista, crianças brincando e música boa ao vivo. Assim foi  a 2ª Etapa do Brasileiro de Moto Trial realizado no espaço do Aeroporto Carlos Prates na Capital Mineira neste fim de semana entre os dias 16 a 18 de agosto que recebeu pilotos de diversos cantos do país..

Depois de uma sexta-feira (16/08) de treino livre pelo circuito montado no Aeroporto, os pilotos retornaram no sábado (17/08) para um dia de competição e diversão. O dia começou com céu de brigadeiro na Capital Mineira,  como dizem na Aeronáutica. Barracas montadas, Food Trucks prontos para receberem o público, motos preparadas e muita ação pela frente.

Uma das primeiras atividades do dia foi a apresentação de Bike Trial no comando do multi-campeão Brasileiro Diego Magno, que realizou manobras de tirar o fôlego como saltos do alto de plataformas, pulos sobre pessoas e muita mais. Outro atrativo do dia foi a participação das crianças que puderam pedalar durante a intervalo dos treinos e com o incentivo dos papais e do Diego Magno, passaram por alguns obstáculos e receberam ao fim das atividades uma medalha de incentivo e participação com direito a foto ao lado do Campeão.

E chegou a hora dos competidores enfrentarem os desafios da 2ª Etapa do Brasileiro de Trial. Pela frente diversos obstáculos que testou a perícia e preparo dos pilotos e máquinas. No traçado natural montado em uma barranco super íngreme, o desafio foi descer sem encostar o pé no chão. A terra solta do local e o calor foi um desafio a mais para os competidores enfrentaram. O público que acompanhava a corrida, aplaudia a cada manobra incentivando os pilotos cada vez mais.

Troncos, caçambas, gangorra, plataformas entre outros obstáculos montado no traçado indoor levou os competidores a manobras incríveis e muito equilíbrio, afinal o objetivo da prova é passar pelos desafios sem encostar o pé no chão. E um dos mais desafiadores obstáculos, foi a passar pela plataforma de ferro com mais de 2 metros de altura e com apenas 1 metro de largura e manter o equilíbrio para depois descer em queda livre até o chão.

Depois de 03 voltas pelo circuito, os músicos da APAETUCADA de Belo Horizonte apresentou um belo repertório para o público presente com direito a manobras radicais de Bike Trial durante a apresentação fechando o sábado com chave de ouro com a seguinte classificação:

Categoria Super:

1° Rafael Moraes 

2° Rodrigo Moraes 

3 ° Guilherme Magno

Categoria Avançado:

1ª Leonardo Martins

2ª Christiano Cristofoleti

Categoria Novato:

1ª Eder Brandão

2ª Marcelo Vieira

E no domingo (18/08) ops pilotos e adeptos da modalidade de Moto Trial retornaram para a pista para treinarem novamente, aproveitando a estrutura disponibilizada pela Moto Trial Brasil, organizadora do evento para trocarem experiências.

O Campeonato Brasileiro de Trial conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e Belotur, Apoio: Infraero e Instituto Estrada Real, Supervisão: FMEMG e CBM e realização da Moto Trial Brasil.

Por Leo Tavares direto da pista do Carlos Prates.

 

 

Neste fim de semana, do dia 16 à 18/08/2019) o Aeroporto será tomado por outras maquinas voadoras. Vem aí a 2º Etapa do Brasileiro de Trial 2019. São esperados os melhores pilotos do país em solo mineiro.

E no Moto Trial, o objetivo é passar pelos obstáculo sem colocar o pé no chão. O piloto que realizar o maior número de manobras sem descer da moto, ganha a prova na somatória de pontos.

Entrada gratuita através de convites pelo site do Sympla.com.br

Então anote aí na sua agenda e venha ver de perto os feras das duas rodas.

Fique por dentro:
16 de Agosto - Treinos Livres - Horário: 16:00 às 18:00.
17 de Agosto – 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Moto Trial 2019 - Horário: 10:00 às 16:00.
18 de Agosto - Curso para Pilotos e Entusiastas - Horário: 10:00 às 16:00 
Entrada Franca – Retire seu convite no site sympla.com.br
Informações: (31)2552-0399 / [email protected]
Local: Aeroporto Carlos Prates
Entrada Pela Rua Ocidente, 100 - Belo Horizonte/MG

O Campeonato Brasileiro de Trial conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e Belotur, Apoio: Infraero e Instituto Estrada Real, Supervisão: FMEMG e CBM e realização da Moto Trial Brasil.
#bhsurpreendente #belotur #Infraero #InstitutoEstradaReal #FMEMG #CBM#MotoTrialBrasil #infraeroaeroportos #janelainfraero #institutoestradareal #estradareal
@bhsurpreendente @belotur @Infraero @InstitutoEstradaReal @FMEMG @CBM @MotoTrialBrasil @Prefeitura de Belo Horizonte Infraero Aeroportos @institutoestradareal @estradareal

Por Leo Tavares direto da redação.

O Campeonato Paranaense de Enduro de Regularidade realiza as 9ª e 10ª etapas da temporada 2019 neste domingo, dia 18 de agosto, durante o XVIII Enduro Cidade de Palmeira. O evento celebra os 200 anos do município, distante 80 quilômetros da capital, Curitiba. A expectativa da organização é que cerca de 120 pilotos, representantes de todo o estado, compareçam no desafio. “

É a maior e mais tradicional prova dos Campos Gerais. Ela se caracteriza pela alta qualidade da planilha e roteiro”, destaca o promotor, Julio Gumy. Entre os já inscritos está Emerson ‘Bombadinho’ Loth, heptacampeão estadual e atual líder da categoria principal, a Master. “Tenho um grande carinho pela competição e estou animado com a possibilidade de mais um troféu. 

Agora é manter a cabeça no lugar para conquistar a vitória”, comenta. Serão aproximadamente 135 quilômetros de navegação, passando por estradas secundárias de Palmeira e Porto Amazonas. O roteiro tem predominância de terreno arenoso, cruzando diversas trilhas em mata nativa, áreas de reflorestamento e lavouras. O público pode acompanhar tudo de perto no Parque de Rodeios Caminho das Tropas, local que serve como base. O acesso é gratuito. 

A programação inicia com o parque fechado, às 8h, e as largadas ocorrem a partir das 9h. O primeiro piloto deve chegar ao neutro às 12h10 e encerrar sua prova às 14h30. A

s inscrições seguem abertas, mas precisam ser realizadas antecipadamente, através do link https://fprm.com.br/inscricao/13165. 

O investimento é de R$ 150 para todas as categorias, exceto para a Trail Turismo, na qual o custo é de R$ 100.

Classificação

Master

1) Emerson Loth - 297 pontos
2) Jony Stachechen - 284 pontos
3) Eduardo Hiert - 271 pontos
4) Tiago Kudlavies - 255 pontos
5) Alessandro Costa - 232 pontos

Senior

1) Pericles Dutra - 260 pontos
2) Anderson Muller - 257 pontos
3) Julio Moreira - 256 pontos
4) Veroni Elger - 217 pontos
5) Alexei Morastoni - 215 pontos

Over 40

1) Claudio Hiert - 263 pontos
2) Marcio Gaideski - 259 pontos
3) Marcio Souza - 207 pontos
4) Dagomar Slongo - 134 pontos
5) Alessandro Costa - 75 pontos

Over 50

1) Luiz Felipsen - 291 pontos
2) Rosni Ferreira - 254 pontos
3) Marcos Szymiwski - 244 pontos
4) Dagomar Slongo - 169 pontos
5) Nereu Paludo - 86 pontos

Junior

1) Bruno Muller - 287 pontos
2) Gedeon Zilli - 262 pontos
3) Vitor Neto - 137 pontos
4) Denilson Barcik - 94 pontos
5) Altino Hey - 72 pontos

Novato

1) Eduardo Fronza - 300 pontos
2) Wagner Rosa - 75 pontos
3) Rodrigo Carloto - 75 pontos
4) Robson Costa - 72 pontos
5) Rodrigo Otto - 69 pontos

Serviço: Campeonato Paranaense de Enduro de Regularidade

Etapas: 9 e 10
Data: 18 de agosto, às 8h
Local: Caminho das Tropas - Palmeira
Inscrições: https://fprm.com.br/inscricao/13165 - R$ 100 para a Trail Turismo e R$ 150 para as demais classes
Ingressos: Gratuito

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Daniela Burgonovo e foto de Janjão Santiago.

Vitória na penúltima etapa mantém piloto KTM Sacramento na briga pelo título nacional

Emerson Loth, o Bombadinho, deu show na quarta e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade 2019. Neste fim de semana, dias 10 e 11 de agosto, o piloto da equipe KTM Sacramento conquistou uma vitória maiúscula no Desafio das Torres, em Paraíba do Sul (RJ).

As trilhas de terreno duro prevaleceram nos cerca de 260 quilômetros de prova. "Venci as duas etapas de sábado e no domingo venci a da manhã, mas de tarde dei uma erradinha e terminei em terceiro. Então fiz três primeiros e um terceiro ganhando a prova no geral", comentou Loth que segue forte na disputa pelo título de campeão brasileiro com a KTM 350 EXC-F.

O resultado da rodada deixou os três primeiros colocados do campeonato bastante próximos na classificação. "Consegui levar a disputa para a final. A diferença é pouca, ninguém depende do resultado do outro para ser campeão, apenas do próprio desempenho", explicou o paranaense que permanece em terceiro na competição, mas reduziu em 31 pontos a diferença para o líder da temporada.

A quinta e última etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade está prevista para os dias 28 e 29 de setembro, em Corumbá (MS). Emerson Loth conta com patrocínio da KTM Sacramento.

Resultado da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade:

Master
1. Emerson Loth, 95 pontos - KTM Sacramento
2. Luiz Felipe Zavarize, 87 pontos
3. Dário Júlio, 74 pontos
4. Wesley de Macedo, 68 pontos
5. Jomar Grecco, 64 pontos

Classificação geral do campeonato após quatro etapas:

Master
1. Jomar Grecco, 340 pontos
2. Luiz Felipe Zavarize, 332 pontos
3. Emerson Loth, 329 pontos - KTM Sacramento
4. Dário Júlio, 248 pontos
5. Wesley de Macedo, 211 pontos

Por Leo Tavares com a colaboração da Publix e foto de Angelo Savastano.

A cidade de Corumbá, localizada em Mato Grosso do Sul na tríplice fronteira (Brasil, Paraguai e Bolívia), será palco da decisão do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade dias 28 e 29 de setembro e vai revelar o Campeão da temporada 2019.

O cenário foi definido após a etapa deste fim de semana (10 e 11), realizada em Paraíba do Sul (RJ) pela penúltima etapa do Brasileiro, onde Jomar Grecco entrou e saiu líder, mas terá que aguardar a final para se consagrar Tetracampeão Brasileiro da modalidade, que só existe no Brasil e foi criada em Minas Gerais no final dos anos 70.

Grecco é piloto oficial da Yamaha O2BH Racing e compete na categoria principal (Máster) com uma WR 450F. Na etapa Fluminense teve problemas e terminou em 4º lugar, resultado que será descartado, uma vez que em Corumbá, o regulamento do Campeonato não permite descarte. Até a etapa de Paraíba do Sul o piloto venceu todas as etapas.

Fábio Amaral, representante da Yamaha na Categoria Brasil, já foi campeão antecipado na etapa anterior e não participou por problemas de saúde. Antes do desafio final, Jomar e Fabinho estarão no Enduro da Independência em busca de mais títulos.

Os pilotos da Yamaha O2BH Racing transportam seus materiais de corrida nas malas de equipamento Ogio e vão utilizam os óculos Dragon, botas Gaerne e o conjunto calça, camisa e luvas ASW, além de brace MrPró.

Nas motos da equipe, além da completa linha de lubrificantes Motul, as suspensões são preparadas pela W-Tech Brasil, as coroas fabricadas pela Durag, os escapamentos Foco Racing, guidãos Protaper, BR Parts componentes e correntes DID. Já os plásticos e protetores são da Circuit, com gráficos Alex Design. 

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergman e foto de Janjão Santiago.

Não é exagero afirmar que o Enduro da Independência sempre lança tendências desde sua criação, em 1983. A prova de regularidade, criada para desbravar as trilhas percorridas por D.Pedro até as Minas Gerais em busca de apoio para declarar a independência do país, se transformou no primeiro grande evento do fora de estrada brasileiro.

Capaz de resistir ao tempo com o mesmo fascínio e se reinventar ao longo dos anos. Com percursos que atravessaram boa parte da região Sudeste e, a cada edição, trazem um desafio diferente.

Na 37ª, os participantes sairão de Ubatuba, Litoral Norte de São Paulo, encarando a Serra do Mar, rumo a Lavras, Sul de Minas, e a Serra da Mantiqueira, com direito a paradas em Itajubá e na estância hidromineral de Caxambu. Mais uma aventura do mar às montanhas.

Mas a principal novidade da edição 2019 do mais tradicional enduro do país diz respeito a outro aspecto importante da prova: a nomenclatura das categorias, para facilitar a identificação do público e valorizar o nível técnico de cada participante. Nos últimos anos, prevalecia a divisão válida nas outras disputas da modalidade.

Os melhores reunidos na Master; os pilotos em nível intermediário na Sênior; os estreantes na Júnior, e assim por diante.

O que causava certa confusão já que, diferentemente do que possa parecer, Sênior e Júnior não têm qualquer relação com idade, mas experiência. Pois, a partir de agora, a Master passa a se chamar Elite; a Sênior se transforma em Graduado e a Júnior em Intermediária.

Além disso, a primeira categoria por faixa etária (anteriormente Over 40) agora é apenas Over.

Confira todas as categorias da prova:
ELITE (antiga Master)
GRADUADO (antiga Sênior)
OVER (antiga Over 40)
BRASIL
DUPLA GRADUADO
OVER 45
OVER 50
INTERMEDIÁRIA (antiga Junior)
DUPLA INTERMEDIÁRIA
DUPLA OVER 35
OVER 55
OVER 60
FEMININO
NOVATOS
BRASIL INICIANTES
DUPLAS ESTREANTES

As inscrições, sempre é bom lembrar, são limitadas a 300 pilotos.
Para participar, acesse o link abaixo e inscreva-se:
http://www.ipesoffroad.com.br/eventos/enduro-da-independencia/

O Enduro da Independência conta com o patrocínio da Honda Brasil, Pro Tork Racing Development, Yamaha Racing, Totem, Rinaldi Pneus, Menta Motos, ASW Racing, By Moto - A casa da Honda, Cervejaria Backer, Slin Graphics, BMP Special Parts e apoio das Prefeituras Municipais de Ubatuba/SP, Itajuba/MG, Caxambu/MG e Lavaras/MG.

Enduro da Independência 2019
Programação
03/09
Entrega de Material e Largada Promocional Ubatuba/SP
04/09
Ubatuba/SP a Itajubá/MG
05/09
Itajubá/MG a Caxambu/MG
06/09
Caxambu/MG a Caxambu/MG
07/09
Caxambu/MG a Lavras/MG

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Rodrigo Gini.