São Thomé das Letras, conhecida como a quarta cidade mais alta do Brasil, localizada nas montanhas da Serra da Mantiqueira, será palco da 9ª Etapa da Copa Sul Mineira de Regularidade 2019.

Este ano Saulo Silva prepara trechos mais leves para as médias 3 e 4, com muito roteiro, trilhas travadas, surpresas, médias justas para cada categoria, com a garantia que todos terminarão satisfeitos.

Inscrições com desconto via site www.copaamsm.com.br  vão com desconto até 27/09, ;

As primeiras 50 Inscrições pagas concorrem ao sorteio do conjunto (calça e camisa) lançamento Italian Braap.

☝️Após o prazo de inscrições via site, somente junto à secretaria de prova no sábado 05/10 de 17:00 Hs às 21:00Hs e Domingo 06/10 de 07:00Hs às 09:00Hs.

Quaisquer dúvidas 31 99202 2300 ou 35 99843 7881
Confira a programação do evento :

SECRETARIA DE PROVA – HORÁRIOS DE ATENDIMENTO :

05/10 - SÁBADO - INSCRIÇÕES: 17:00Hs às 21:00Hs 06/10 - DOMINGO - INSCRIÇÕES: 07:00Hs às 09:00Hs - Local : Praça do Rosário, Centro de São Thomé.

Ação Social: Pedimos a doação no valor de R$ 10,00, revertido em benefício de instituição filantrópica a ser escolhida em São Thomé das Letras.

LOCAL DE LARGADA :

Praça do Rosário, Centro de São Thomé.

HORÁRIO : 09:30:00Hs

* CATEGORIAS : MASTER/SÊNIOR/OVER 40/OVER 45/JUNIOR/BRASIL/OVER50/NOVATO

Premiação – TROFÉUS

MASTER/SENIOR/ OVER 40/ OVER 45 : 1º ao 5º Lugar

JUNIOR : 1º ao 10º Lugar

OVER 50: 1º ao 3º Lugar

NOVATO: 1º ao 10º Lugar

BRASIL : 1º ao 3º Lugar;

Por Leo Tavares direto da redação coma colaboração de Luciana Anjo.

Com 143 pontos e duas vitórias na classificação geral dos UTVs, o paulista Bruno Varela é o atual líder do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, que realizará neste final de semana (22/9) o Rally Rota SC, na região de Lajes, em Santa Catarina. Bruno tem seis pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Maurício Rocha, e também conta entre os principais adversários seu irmão, Rodrigo Varela, que soma 130 pontos. Os irmão defendem a equipe Can-Am/Norton/Techbond/Arisun Pneus/Divino Fogão.

Entre suas vitórias, Bruno contabiliza o primeiro lugar na última corrida disputada pelo Campeonato, em Lençóis Paulista (SP), no dia 27 de julho. Mas foi Rodrigo o maior pontuador daquele final de semana, ao conquistar um terceiro e um segundo lugares, respectivamente, nas duas provas que formaram a etapa realizada no interior de São Paulo.

O Rally Rota SC colocará em jogo um máximo de 52 pontos – 26 para a vitória em cada uma das duas etapas que serão realizadas. “Estar na liderança é legal, mas o que conta é terminar o ano na frente”, diz Bruno Varela, de 23 anos. “Ainda temos quatro rallies pela frente, então muita coisa ainda vai acontecer. Vamos atrás de outra vitória”, destacou o líder do Campeonato pela equipe Can-Am/Norton/Techbond/Arisun Pneus/Divino Fogão.

Quem já venceu - Além de Bruno Varela, o piloto Denísio Casarini também soma duas vitórias. As demais quatro etapas foram vencidas por André Hort, Maurício Rocha, Reinaldo Varela e Richard Fliter – com uma vitória cada um.  Rodrigo Varela é o único entre os três primeiros a não ter conquistado uma vitória. “Acho que minha hora vai chegar, pois temos ainda muitas corridas pela frente”, diz ele. “Mas o importante é manter a constância, pontuar sempre, para chegar ao final do ano com chances de ser campeão. Nos ralis pode acontecer muita coisa que muda os rumos do campeonato. E a gente tem que manter o foco para terminar bem o ano”, completa Rodrigo.

Vencedor de uma das etapas, Reinaldo Varela não integrará a equipe Can-Am/Norton/Techbond/Arisun Pneus/Divino Fogão nesta prova. Ele está em fase de preparação para a disputa da última etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country, dia quatro de outubro, no Marrocos, quando pode tornar-se tricampeão mundial.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro de Rally Baja: 1) Bruno Varela, 149; 2) Maurício Rocha, 143; 3) Rodrigo Varela, 130; 4) Walker de Campos, 127; 5) Denísio Casarini, 106; 6) André Hort, 104; 7) Otávio Leite, 97; 8) Christian Klawa, 83; 9) Denísio do Nascimento, 79; 10) Gustavo Gugelmin, 69.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Rodolpho Siqueira e foto de José Mario Dias/Fotop.

O SuperBike Brasil chega nesta semana no Autódromo de Goiânia para a sexta etapa da temporada 2019. Esta será a segunda vez que a cidade recebe a principal competição de motovelocidade do país. A primeira foi em julho e também está prevista mais uma etapa na cidade no mês que vem. Representantes da equipe Honda Racing, Eric Granado e Pedro Sampaio vão acelerar a motocicleta CBR 1000RR Fireblade SP na categoria SuperBike Pro, em busca de pontos importantes no campeonato. 

A programação conta com treinos extras na quinta-feira (19/9), treinos livres na sexta-feira (20/9), classificatórios no sábado (21/9) e as corridas no domingo (22/9). A disputa da SuperBike Pro, a principal categoria, será transmitida ao vivo pela Rede TV!, a partir das 13h. Os ingressos antecipados custam R$ 45 para o domingo e podem ser adquiridos em www.ticketfacil.com.br.

Atual bicampeão do SuperBike Brasil, Eric Granado não participou da última prova no Paraná devido a uma lesão no ombro direito, após uma queda em um treino físico de bicicleta. De volta à competição, o paulista quer se superar na pista de Goiânia. “Espero conseguir ser competitivo e reassumir a liderança do campeonato, que é o nosso objetivo. Ainda não sei como irei me sentir em cima da moto, já que são dois meses sem andar na CBR 1000RR Fireblade SP”, destaca Granado, que está na segunda colocação na classificação geral com 79 pontos, apenas um atrás do líder Alex Barros.

O gaúcho Pedro Sampaio também vai com tudo para Goiânia. Na corrida anterior, com a pista molhada, ele caiu e não conseguiu retornar, deixando de pontuar. “Treinei bastante desde a etapa de Curitiba e as expectativas são boas, já que gosto muito da pista de Goiânia. Saí de lá na quarta etapa com um bom ajuste da moto e estou bem preparado para esta corrida”, diz Sampaio. Ele está em sexto no campeonato.

Categorias de base – Além da equipe oficial, a Honda participa do SuperBike Brasil com duas categorias de base, que revelam novos pilotos da modalidade. Na Copa Honda CBR 500R, o paranaense Raphael Ramos está na liderança de uma das classes mais disputadas do campeonato. Pela Honda Junior Cup, categoria-escola para crianças e adolescentes entre oito e 16 anos, o destaque é o líder João Teixeira, mineiro de apenas nove anos.

A equipe Honda Racing de motovelocidade é patrocinada por Pro Honda, Alpinestars, DID e Seguros Honda.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração da Mundo Press.

A expectativa é grande para o 3º Pro Tork Macacolama, encontro de trilheiros que acontece nos dias 5 e 6 de outubro, em Cajati (SP). O primeiro lote de inscrições já acabou e o segundo está perto do fim.

Para garantir vaga com desconto, basta acessar o link www.agendaoffroad.com.br/macacolama2019. Serão sorteados mais de R$ 50 mil em prêmios!

O evento contará com três trilhas distintas. A de motocicletas, quadriciclos e UTVs terá um percurso de 60 quilômetros, passando por plantações de pinos, eucaliptos e palmitos, além de alguns cenários deslumbrantes, como a Cachoeira do Manoel Gomes. Para bicicletas serão duas, um passeio de 25 km pela região e um desafio de 45 km com elevada altitude. Trechos com obstáculos prometem aumentar a diversão.

A Pro Tork, patrocinadora máster do encontro, garantiu a presença de duas de suas atrações radicais: a equipe de wheeling Alto Giro Show e o seu Big Foot. Uma loja de fábrica estará montada no local, com preços e condições especiais. Ela também disponibilizou parte dos prêmios, cinco minimotos TR50F. O sorteio inclui ainda uma Honda CRF 250F, uma carretinha e uma bike aro 29.  

Entre outros diferenciais do Macacolama estão camiseta e troféu para os mil primeiros inscritos, banda de estilos musicais variados, estacionamento e camping gratuitos. O local oferece ampla infraestrutura para receber a todos, incluindo praça de alimentação e banheiros com chuveiros.

Segundo um dos organizadores, Danilo Barreto, será uma verdadeira festa off road. “Estamos reunindo tudo o que o trilheiro gosta, fazendo o melhor para recebê-lo e também sua família. Esperamos receber mais de 1000 participantes. Apesar de estarmos em São Paulo, nossa cidade fica a apenas 170 km de Curitiba, então, o pessoal do Sul vem em peso. Estão todos convidados”, afirma.

Acompanhe as novidades do 3º Pro Tork Macacolama na Lama através do Facebook www.facebook.com/macacolama.cajati ou ainda pelo Instagram @macacolamaoficial

3º Pro Tork Macacolama:

Data: 5 e 6 de outubro
Local: Centro de Eventos de Cajati (SP)
Inscrições antecipadas: www.agendaoffroad.com.br/macacolama2019
Segundo lote: R$ 90, até 02/10. Concorre a 1 Honda CRF 250F, 5 minimotos Pro Tork TR50F, 1 carretinha e 1 bike aro 29. Garante: Café da manhã, lanche no neutro e almoço.
No local: R$ 110. Concorre a apenas 1 Honda CRF 250F e 2 Pro Tork TR50F. Garante: Café da manhã, lanche no neutro e almoço.
Camiseta e troféu: para os primeiros mil inscritos.

O 3º Pro Tork Macacolama tem o patrocínio máster da Pro Tork, além da Bicudo Motos Honda, Ferticel, Disbrabam, Adubos Brasil, Carretas 2 Irmãos, LS Tractor, Tropdan, Sicredi, Auto Escola Educativa, Cajamaq, MM Mudas, Movep, Palmavale, Fazenda Koga, Marquinhos Bananeiro, Vmax, Via Bike, Auto Elétrica Kazu, Full Banana, Banaer, Biro Bananas, Fazenda Eizo, Viação Mina do Vale, Adega do Luciano, Rally Som, Fertvale, 5inco Gráficos, Moraes e Beber, Aplauso Engenharia, Padaria Nova Pão Bom, Robson M. Pinto, Império Hamburgueira, Agropel, Cervejaria Farbenblind, Pizzaria Fratello, Marmoraria Registro, J Freitas, 31 Motosport, Ramos o Shopping 2 Rodas, WM Uniformes, Manjar dos Deuses, Villa Restaurante e Multracing.

Sobre o Macacolama: A Associação Equipe de Trilheiros de Cajati surgiu a partir da união de amigos apaixonados pelo off road em 2017. No mesmo ano da fundação foi realizado seu primeiro encontro, reunindo 350 inscritos, um verdadeiro sucesso para a região. A prova de que todos saíram satisfeitos foi que no ano seguinte o número de participantes dobrou. Para 2019, a meta é seguir crescendo. O evento é jovem e já atraiu patrocínio de grandes empresas do segmento, como a Pro Tork – maior fabricante de motopeças da América Latina. A união dos sócios e familiares é o que torna o Macacolama um encontro de trilheiros diferenciado, buscando oferecer a melhor experiência sobre duas rodas aos visitantes.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Daniela Burgonovo.

Piloto capixaba é bicampeão das categorias Enduro GP e E1; Com o título de Bárbara Neves na EF, equipe Honda Racing fecha campeonato com três taças.

A equipe Honda Racing está em festa pela conquista de três títulos no Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019, neste domingo (15/9), em Patrocínio (MG). O capixaba Bruno Crivilin foi o grande destaque e fechou a temporada com o bicampeonato nas categorias E1 e Enduro GP, direcionada aos mais rápidos da competição. Ele acelerou a motocicleta Honda CRF 250RX. Além disso, a goiana Bárbara Neves confirmou a taça da classe EF, a segunda da sua carreira, pilotando o modelo nacional Honda CRF 250F.

A sétima e última etapa do ano foi marcada por muito calor no Triângulo Mineiro. Crivilin manteve ritmo forte o tempo todo e venceu com folga o duelo final com o francês Romain Dumontier, principal adversário do brasileiro na temporada da categoria Enduro GP. “É uma alegria muito grande ser campeão, o título da Enduro GP continua no Brasil e o numeral um, na minha moto”, comemora o piloto, logo em seu ano de estreia na equipe Honda Racing.

Depois de começar o ano machucado, Crivilin trabalhou forte e conseguiu dar a volta por cima. “Foi um ano difícil, mas tudo valeu a pena. Agradeço a Honda Racing por ter acreditado em mim, bem como o chefe de equipe Felipe Zanol. Não é fácil contratar um atleta que vem de lesão, porque não se sabe como ele vai voltar. Agradeço a toda a equipe Honda Racing e também a minha família, amigos que vieram para me ver e alguns que não puderam vir, mas sei que ficaram orando de longe”, afirma o capixaba.

Outro destaque do esquadrão vermelho foi a piloto Bárbara Neves. Primeira mulher a integrar a equipe oficial da Honda Racing Brasil, a goiana fez bonito e faturou a taça da EF, classe exclusiva para mulheres. Este foi o segundo título brasileiro da atleta (o primeiro foi em 2017). 

“Estou muito feliz e realizada com o bicampeonato brasileiro. Quero agradecer a toda minha equipe, família, principalmente meu pai, pelo apoio e incentivo durante a temporada. É um imenso orgulho poder trazer mais esse título para a Honda. Com o objetivo principal do ano cumprido, agora é aguardar os próximos desafios”, destaca. Vale lembrar que a disputa entre as mulheres no campeonato foi formada por apenas três etapas: em Itapema (SP), Marzagão (GO) e, por fim, em Patrocínio (MG).

A equipe Honda Racing também contou com o desempenho do piloto Gabriel Soares, vice-campeão da E2 com a motocicleta Honda CRF 450RX. “Foi um ano de aprendizado e estou muito feliz pelos resultados da Honda Racing e dos meus companheiros de time, já que trabalhamos duro o ano inteiro. Desde que comecei a competir no Enduro, o Bruno Crivilin é uma referência. Estar no time junto com ele agregou muito, ele me puxou para cima nos treinos e nas corridas e virou um grande amigo”, conclui.

Representante da equipe na categoria E3, Nicolás Rodriguez não disputou a etapa final do Brasileiro de Enduro FIM por estar em recuperação de uma fratura na perna direita.

A equipe Honda Racing de Enduro FIM é patrocinada por Pro Honda, ASW, Alpinestars, DID e Seguros Honda.

Resultados finais - Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019

Enduro GP 

1 - Bruno Crivilin - Honda CRF 250RX - 292 pontos 

2 - Romain Dumontier - 273 pontos 

3 - Patrik Capila - 202 pontos 

E1 

1 - Bruno Crivilin - Honda CRF 250RX - 300 pontos 

2 - Júlio Cesar Ferreira - 263 pontos 

3 - Rômulo Bottrel - 251 pontos 

E2 

1 - Romain Dumontier - 300 pontos 

2 - Gabriel Soares - Honda CRF 450RX - 251 pontos 

3 - Felipe Legarrea - 230 pontos 

E3 

1 - Vinicius Calafati - 279 pontos 

2 - Gustavo Pellin - 273 pontos 

3 - Crispy Arriegada - 262 pontos 

4 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 450RX - 96 pontos 

EF 

1 - Bárbara Neves - Honda CRF 250F - 125 pontos 

2 - Tainá Aguiar - 64 pontos 

3 - Isadora Oliveira - 47 pontos

Resultados - 7ª etapa 

Enduro GP 

1 - Bruno Crivilin - Honda CRF 250X 

2 - Romain Dumontier 

3 - Vinicius Calafati 

E1 

1 - Bruno Crivilin - Honda CRF 250RX 

2 - Júlio Cesar Ferreira 

3 - Tiago Wernersbach 

E2 

1 - Romain Dumontier 

2 - Alexandre Faria 

3 - Ithalo Resende 

5 - Gabriel Soares - Honda CRF 450RX 

EF 

1 - Isadora Oliveira 

2 - Bárbara Neves - Honda CRF 250F 

3 - Tainá Aguiar 

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração da Mundo Press e foto de Janjão Santiago.

Sob um forte calor, o Campeonato Brasileiro de Enduro chegou ao fim neste domingo (15), na cidade de Patrocínio/MG. Com especiais longas, deslocamentos difíceis e alto nível técnico, a etapa final foi considerada pelos pilotos como a mais difícil entre os 7 eventos da temporada.

A equipe Yamaha O2BH Racing confirmou os 2 títulos, conquistados na etapa anterior. Foi Campeã na Categoria E2 com o Francês Romain Dumontier colocando 49 pontos de vantagem para o segundo colocado, a bordo de uma YZ 250X; e Patrik Capila na EJ,  com a YZ 450FX e 33 pontos de frente para o segundo.

Capila mostrou muita superação, terminando a prova de sábado depois de cortar o rosto com uma espátula, durante a troca de pneus. Ele foi suturado com 4 pontos após a prova e venceu os dois dias, como fez em quase todas as etapas do Campeonato, sendo Bicampeão.

Na Classificação Geral o time colocou seus 3 pilotos entre os Top 7. Romain ficou em segundo, Capila foi o terceiro e Rômulo Bottrel foi o sétimo e terceiro na categoria E2.

Durante mais uma temporada, a equipe oficial da Yamaha do Brasil, gerenciada pela concessionária O2BH acumula mais 2 títulos brasileiros no Enduro FIM. É o terceiro, somando-se o título antecipado na categoria Brasil do Brasileiro de Regularidade, com Fabinho Amaral. Desde o ano passado, quando foi criada, este é o sétimo título de Campeonato Brasileiro da equipe.

Para o diretor comercial do Grupo Orange, Carlos Augusto Constantino, o segredo é o comprometimento e profissionalismo de todos os colaboradores e fornecedores. "Não medimos esforços, oferecemos o melhor para o nosso time, atendemos os pedidos dos pilotos e trabalhamos com o que há de melhor no mercado. Dedicamos os títulos aos nossos parceiros, colaboradores e todos que sempre torceram pela Yamaha O2BH Racing", revelou Guto.

A Equipe ainda pode fechar o ano com mais um título no Regularidade, com Jomar Grecco, líder do Campeonato Brasileiro, na categoria principal e já faz planos para a temporada 2020.

Com suporte e apoio da Yamaha O2BH, os pilotos #bLUcRU, Erasmo Klering e Tiago Wernersbach também se deram bem. Klering terminou a etapa em 3º lugar, mas foi Vice-campeão Brasileiro na categoria E40 e Tiago garantiu o décimo segundo lugar no Geral (Enduro GP) após a terceira colocação na etapa e foi o quinto colocado na categoria E1, estando entre os melhores do Brasil no Enduro FIM.

Os pilotos da Yamaha O2BH Racing utilizam calças, camisas e luvas ASW; Pneus Kenda, Lubrificantes Motul, Capacetes Airoh, Óculos Dragon, Guidão Pro Taper, Botas Gaerne, Componentes BR Parts, Coroas e Pinhões Durag, Correntes DID, Protetores de Mão e plásticos Circuit, Suspensões W-Tech, Braces MR Pro, Escapamentos Foco, Protetores de Motor AXP Racing e Gráficos Alex Design. Ainda transportam seus equipamentos pessoais nas Malas Ogio e utilizam Suplementos Exceed para reposição de energia.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergmann e foto de Janjão Santiago.

Patrocínio (MG) recebeu os principais pilotos do país neste fim de semana, dias 14 e 15, na sétima e última etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019. Disputada sob forte calor, a rodada decisiva definiu a acirrada disputa pelo título na categoria E3 consagrando campeão Vinicius Calafati, da equipe KTM Sacramento. O paulista garantiu o topo do pódio liderando os dois dias com sua KTM 300 EXC.

Calafati acelerou forte e ditou o ritmo na corrida decisiva. "A etapa final foi uma das mais duras do ano, muito desgastante, com muito calor e um deslocamento longo e difícil. Foram 5 CHs (controles de horário) por volta, então foi tudo apertado, digno de uma final, onde o mais bem preparado fisicamente se sairia melhor. Nos dois dias consegui ganhar a categoria E3 e ser o terceiro na geral (Enduro GP). Estou muito feliz com meu desempenho e estamos prontos para 2020. Agradeço a todos da KTM Sacramento, os pilotos da equipe, os mecânicos, seu Ivan, meu pai e meus familiares, porque sem eles este título não seria possível", destaca.

Ao longo da temporada o campeão foi crescendo na classificação. "Esse campeonato foi um dos que eu mais aprendi na minha vida. Tive alguns problemas pessoais nas primeiras etapas e certa dificuldade de adaptação com a moto", explica o campeão que saiu de um modelo 4 tempos para um 2 tempos. "Fui me superando, treinando muito e aprendendo a andar com a 2 tempos. Da terceira etapa para frente comecei a me soltar e ir pra cima. Estou muito feliz com meu desempenho no ano e com o título brasileiro na E3, o quarto da minha carreira, já que também tive dois na EJ e um na E2. Quero parabenizar meus concorrentes que fizeram um ótimo campeonato e me fizeram evoluir bastante", completa Calafati.

A etapa foi cheia de imprevistos para os demais pilotos do time, no entanto todos conseguiram completar a temporada entre os melhores de suas respectivas categorias. Lolo Anton teve uma indisposição durante o primeiro dia e precisou ir ao hospital se reidratar, mesmo assim completou as duas fases conquistando a quarta posição da classe E1 no campeonato. Felipe Legarrea, depois de torcer o joelho no Super Prime e sofrer uma queda na última volta do sábado, optou por não largar no domingo, pois o terceiro lugar na classificação da categoria E2 já estava garantido. Situação semelhante viveram Murillo "Caipirinha" e Fernando Splinder que também não largaram no segundo dia. Caipirinha sofreu uma torção no joelho e optou por se preservar mantendo o terceiro lugar no campeonato da EJ, enquanto Splinder passou por um problema mecânico no primeiro dia e no seguinte trabalhou no apoio aos companheiros de equipe completando a temporada da E40 na quarta colocação.

A equipe KTM Sacramento é patrocinada por KTM, Dafra, Motul, Alpinestars, Bell, 100% e Edgers.

Classificação final do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019:

E3
1. Vinicius Calafati, 279 pontos - KTM Sacramento
2. Gustavo Pellin, 273 pontos
3. Crispy Arriegada, 262 pontos
4. Nicolás Rodriguez, 96 pontos
5. Paulo Amorim, 38 pontos

E1
1. Bruno Crivilin, 300 pontos
2. Júlio Cesar Ferreira, 263 pontos
3. Rômulo Bottrel, 251 pontos
4. Lolo Anton, 221 pontos - KTM Sacramento
5. Tiago Wernersbach, 208 pontos

E2
1. Romain Dumontier, 300 pontos
2. Gabriel Soares, 251 pontos
3. Felipe Legarrea, 230 pontos - KTM Sacramento
4. Diego Colett, 136 pontos
5. Ithalo Resende, 76 pontos

EJ
1. Patrik Capila, 300 pontos
2. Willian Lauers, 287 pontos
3. Washington Murillo "Caipirinha", 220 pontos - KTM Sacramento
4. Gabriel Mattos, 170 pontos
5. Augusto Benvenutti, 107 pontos

E40
1. Cassiano Tebaldi, 269 pontos
2. Erasmo Klering, 251 pontos
3. Adriano de Avila, 249 pontos
4. Fernando Splinder, 206 pontos - KTM Sacramento
5. William Meneses, 185 pontos

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração da Publix e foto de Rogério Leite.

Rigor Rico se sagrou o primeiro campeão do HEBS com sua terceira vitória no circuito Night Track! Esta foi a quarta vitória do mineiro na temporado do circuito das principais etapas do Brasil, hegemonia que só foi quebrada no Rio Grande do Sul quando perdeu a invencibilidade para o gaúcho Tiago Mergener!

Nos dois dias da etapa deste fim de semana em Morungaba Rigor dominou. No sábado o mineiro ganhou uma disputa insana no coração da cidade com grande presença de público. Em uma disputa no formato Straight Rhythm, um popular racha de enduro, Rigor venceu todos seus duelos conquistando o lugar mais alto do pódio. Já no segundo dia, enfrentando as trilhas dinâmicas da etapa produzida pela equipe Tranqueiras Racing, o melhor piloto brasileiro mais uma vez liderou com relativo conforto:

“Essa prova foi a consolidação do Night Track. Foi a prova mais bem organizada, um sucesso de público e formato. Foi muito emocionante as disputas. A prova no domingo acertou bem o nível. A Gold ficou bem difícil….mas tem que ser difícil mesmo. Ficou bem perto do Romaniacs o estilo da prova. Em questão de dificuldade e estilo.Alternando trilha travada, com trechos mais rápidos. Sou o tricampeão do Night Track. Foi um sucesso.” Disse Rigor após a prova.

“O pneu Rinaldi foi perfeito para essas trilhas. Teve trechos bem complicados mesmo, tanto que precisamos de ajuda para subir…em área de Help Zone. Consegui andar bem na primeira volta, e na segunda saí para administrar mas errei bastante. Mesmo assim consegui vencer com um margem boa!
Sou o primeiro campeão do HEBS na Gold, escrevi meu nome na história desse grande campeonato que estamos construindo!”

O jovem piloto gaúcho Tiago Merger vem construindo um futuro promissor para a modalidade. Apesar de não ter conseguido derrotar Rigor fora do Rio Grande do Sul, Mergener chegou em segundo repetindo o mesmo grande desempenho de Cuiabá. No momento o gaúcho é claramente o segundo melhor piloto do Brasil. Após a prova, o piloto comentou sua participação pela primeira vez no Night Track:

“Foi uma das provas mais cabulosas que já fiz até hoje. O que diferenciou esta etapa das outras foi o prólogo. Muito bem pensado. As trilhas foram bem pesadas, senti várias dificuldades.Mas superei, consegui dar duas voltas, completar a prova. Foi um baita final de semana. Os dois dias correndo perto do Rigor…um pouco mais de treinamento quem sabe a gente alcança ele na ponta. Nunca desistir e bora para próxima. O Night Track foi uma das melhores provas que já corri.”

Para o diretor do HEBS, Vincenzo Barbagallo, o Night Track 2019 se destacou principalmente pela simpatia do público com o formato da disputa do primeiro dia, e pela sensação de dever cumprido ao conseguir produzir e executar uma prova inspirada no dinamismo do Romaniacs:

“Foi eleita pela maioria dos pilotos a melhor prova em todos os quesitos! O esquema que fizemos para ser uma prova bem parecida com o Romaniacs funcionou. A galera adorou. Foi uma prova dura para a categorias Silver e Gold. Bronze e Iron gostaram do desafio e a categoria Turismo foi um convite perfeito para quem quer conhecer o mundo do Hard Enduro. Acho que vai ser uma opção importante para o crescimento do HEBS”.

Com o título já definido, o HEBS parte agora para a sua última etapa em Poços de Caldas – no King Off Jungle. Em jogo estará a disputa pelo vice-campeonato que dependendo do resultado pode favorecer os experientes Tobata & Ripi Galileu ou a jovem promessa Tiago Mergener.

Confira os resultados oficiais:

GOLD:

1 – Rigor Rico
2 – Tiago Mergener
3 – Ripi Galileu
4 – Tobata
5 – Bruno Lima Ferreira

Silver

1 – Marco Túlio
2 – Luis Felipe Brunatto
3 – Maurício Penino
4 – Emanuel Brighenti
5 – Allan Silva

Bronze

1 – Eduardo Furtado
2 – Kaio Prochnow
3 – Fabio Manoel De Pontes
4 – José Roberto Ramos Santos
5 – Marcelo Vieira

Nacional:

1 – Eduardo Starling Mourão
2 – Rodrigo Lima
3 – Mateus Barbosa Dallora
4 – Mauricio Gomes
5 – Fabio Silva

Iron

1 – Evandro Paiva Moreira Jr
2 – Carlos Alberto Souza
3 – Rogerio Rodrigues
4 – Rodrigo Rodeghel
5 – Victor Souza
A etapa final do Hard Enduro Brasil Series Rinaldi será nos dias 19 e 20 de outubro, na cidade de Poços de Caldas com a etapa King OFF the Jungle.

O HEBS Rinaldi tem patrocínio de Rinaldi Pneus, BMS Racing, Jarva Racing, 3R Motos e Bikes, Agência Calango, Moto Arts,  JDR e Putoline. 

Sobre o Hard Enduro

Hard Enduro é a modalidade Off Road que mais cresce no Brasil e no mundo. Popularizado na Europa pela marca de Bebidas energéticas Red Bull, a modalidade ganhou o gosto dos brasileiros após a realização do Red Bull Minas Riders em 2016 e 2017. Desde 2017 o Brasil conta com um campeonato nacional e atualmente conta com seis etapas em diferentes regiões do país. 

O Hard Enduro é caracterizado por ser uma modalidade que mistura o Enduro Tradicional e o trial, onde motos off road desafiam obstáculos naturais, em trilhas com subidas e descidas extremas. 

A maioria das etapas contam também com um prólogo, realizado um dia antes, em pista montada com obstáculos artificiais como caçambas, manilhas e troncos. E tem o objetivo de aproximar o público dos pilotos e definir a colocação de largada para o dia seguinte. 

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Christian Camilo e foto de Vincenzo Barbagallo/TheXrider.

A equipe Honda Racing de Rally teve um compromisso diferente. Tunico Maciel, Jean Azevedo, Gregorio Caselani e Bissinho Zavatti, acompanhados pelo chefe de equipe Dário Júlio, visitaram a sede da Honda em São Paulo (SP), nesta quinta-feira (12/9). O time circulou por diversos departamentos da empresa, cumprimentou os colaboradores, sendo que muitos, pela primeira vez, tiveram a oportunidade de ver pessoalmente os pilotos campeões brasileiros da modalidade e também do Sertões.

Após conhecer o prédio e a estrutura da Honda, a equipe participou de um bate-papo com os colaboradores. Eles puderam tirar dúvidas sobre como funciona a modalidade e perguntar curiosidades do dia a dia dos pilotos. A apresentação teve direito a exibição do vídeo inédito do time na 27ª edição do maior rali das Américas, finalizado no último dia 2. O Sertões 2019 partiu de Campo Grande (MS) rumo a Aquiraz (CE). Ao todo, foram percorridos quase cinco mil quilômetros, durante oito dias, em seis estados diferentes.

Bicampeão do Sertões e campeão brasileiro antecipado na geral das motos e na classe Production Aberta, Tunico Maciel ficou muito feliz com a receptividade e carinho de todos. “Essa interação é muito importante, porque eles também são responsáveis pelos nossos títulos. Ganhar um abraço e palavras de boa sorte é muito bom. Isso engrandece a gente. Espero que, ao menos uma vez por ano, nossa equipe possa estar aqui para conversar com o pessoal e contar as nossas histórias pelas aventuras das competições”, destaca o mineiro de 25 anos. Ele acelera a motocicleta Honda CRF 450RX.

Dono de sete títulos do Sertões, três do Dakar e dez vezes campeão brasileiro de Rally Cross Country, Jean Azevedo também curtiu o momento. “Muito legal esse bate-papo com os colaboradores, porque eles ficam acompanhando a gente sempre de longe. Temos poucas oportunidades de estar pessoalmente com eles, que fazem parte das nossas vitórias. É uma engrenagem, que depende do trabalho de todos. Essas pessoas juntas fazem da Honda essa potência que ela é”, relata Azevedo.

Gregorio Caselani, campeão do Sertões em 2016, comparou a estrutura da Honda com o time de rali. “Gostei muito de conhecer a parte administrativa da Honda, que tem o conceito de todo mundo trabalhando junto, sem salas separadas. Isso mostra a união das equipes de cada departamento. É como a gente nas competições”, destaca o gaúcho.

Bissinho Zavatti, representante do time na categoria Brasil, destinada às motos de fabricação nacional, é tetracampeão do Sertões e campeão brasileiro com a CRF 230F e neste ano tem a missão de acelerar a CRF 250F. Infelizmente, ele quebrou o pé logo na primeira etapa da edição deste ano do Sertões e teve que deixar precocemente a prova.

Mesmo em recuperação, fez questão de estar com o time nesta visita à Honda. “Foi muito bacana estar junto com toda essa galera. Com certeza, é uma motivação a mais para nós sabermos que os colaboradores da Honda estão torcendo pela gente”, completa.

Chefe da equipe Honda Racing de Rally, Dário Júlio ressaltou a importância de representantes de diferentes departamentos conhecerem um pouco mais do rali. “É motivo de muita satisfação dividir nossas conquistas e resultados com todos eles. Foi um dia muito legal e esperamos que tenham mais ocasiões como essa”, finaliza.

A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por Pro Honda, ASW, Michelin, Alpinestars, DID e Seguros Honda.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração e foto da Mundo Press.

A cidade de Patrocínio, no Triangulo Mineiro, será o palco da decisão do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Júlio Ferreira e Willians Lauers Tanaka aceleram no final de semana (13, 14 e 15/9) pela Edgers Factory Team e querem fechar a temporada entre os melhores do país na modalidade.
 
O mineiro Júlio Ferreira é o líder da categoria E1 e está na terceira colocação na Enduro GP, destinada aos mais rápidos do campeonato. “A expectativa é sempre a melhor, chegamos ao final do campeonato, então vamos tentar buscar um bom resultado. Vou pra cima, quero acelerar forte. Estou bastante confiante, tenho treinado bastante e quero fechar a temporada com um bom resultado pra equipe”, explicou.
 
Disputando a categoria EJ, para pilotos até 23 anos, Willian Lauers Tanaka quer aproveitar a oportunidade para fechar o ano entre os melhores na categoria. Com problemas nas etapas iniciais do campeonato, o capixaba fez uma temporada de recuperação e ocupa a segunda colocação na categoria. “Acredito que vai ser uma ótima prova, porém uma prova dura, digna de enduro. O Maurício está montando especiais muito boas. Estou muito bem preparado, treinei muito esses dias já pensando nessa prova, pra conquistar um bom resultado nesta etapa final. acho que a briga vai ser muito boa, tanto na categoria Junior quanto na Enduro GP”, relatou o vice-líder da EJ.
 
A prova deste final de semana terá três voltas de 53 km por dia e três especiais cronometradas por volta. A primeira especial, o Cross Teste Yamaha, será no espaço Cultural, ao lado da base do evento, e terá 3,5 km, sendo parte em trilha e parte em uma pista de motocross. A segunda especial do dia será o Enduro Teste Husky, com 7,5 km de trilhas típicas da região, com subidas, descidas, cascalho solto e muitas pedras. A terceira e última especial, o Cross Teste Honda, terá 6,5 km e utilizará parte de um circuito de cross-country e parte de uma pista de motocross.
 
Super Prime – Na noite desta sexta-feira será realizado o Super Prime, para os pilotos da categoria Enduro GP. Os dez melhores classificados recebem um bônus de tempo pra etapa de sábado e as disputas serão realizadas em duelos, com dois pilotos se enfrentando de cada vez. A disputa tem início às 20h.

A Edgers Factory Team é a equipe de competição da Edgers Racing, que desenvolve e fabrica peças para motos off road e faz parte do Grupo Etam Brasil. A equipe conta ainda com o patrocínio da Tech Ride, Zanol Parts e Fly Racing. Tem o apoio da Honda, Ipemig, Motorex, Race Tech, D.I.D, 100%, Mattos Racing, Sig Visual e Dino Performance Training.

 
Classificação do Campeonato Brasileiro

Categoria Enduro GP (Geral)
1º – Romain Dumontier – 266 pontos 
2º – Bruno Crivilin – 242 pontos  
3º – Júlio Ferreira – 189 pontos – Edgers Factory Team
 
Categoria E1 
1º – Júlio Ferreira – 255 pontos – Edgers Factory Team
2º – Bruno Crivilin – 250 pontos 
3º – Rômulo Bottrel – 243 pontos
 
Categoria EJ 
1º – Patrik Capila – 297 pontos 
2º – Willian Lauers – 243 pontos – Edgers Factory Team
3º – Washington Murillo – 200 pontos

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019 - 7ª etapa (Final)
Patrocínio/MG - Base do evento: Espaço Cultural

Programação

Sexta-feira (13/9)
16h às 18h - Secretaria de Prova - Cafeteria Dulcerrado
17h - Briefing da Prova - Cafeteria Dulcerrado
19h - Desafio Troca Rápida PARTS 57 - Espaço Cultural
20h - Super Prime - Espaço Cultural
 
Sábado (14/9)
7h às 9h50 - Vistoria técnica e condução das motos ao Parque Fechado - Espaço Cultural
10h - Largada dos dois primeiros pilotos - Espaço Cultural
16h30 - Pré-Finish no Paddock - Espaço Cultural
16h50 - Parque Fechado - Espaço Cultural
20h - Divulgação dos resultados oficiais do dia - Restaurante Espeto de Ouro
 
Domingo (15/9)
7h às 8h30 - Vistoria técnica e condução das motos ao Parque Fechado - Espaço Cultural (Copa Cerrado)
7h30 - Café da manhã - Estande da Use Motos/Yamaha - Espaço Cultural
8h - Largada dos primeiros pilotos - Espaço Cultural
8h30 - Previsão de largada dos primeiros pilotos da Copa Cerrado - Espaço Cultural
14h - Parque Fechado - Espaço Cultural
20h - Divulgação dos resultados e Premiação do Campeonato Brasileiro de Enduro 2019 - Restaurante Espeto de Ouro

Por Leo Tavares direto da redação, com a colaboração e foto de Janjão Santiago.